[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]

Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

Indústria automotiva alemã na mira de Trump

Adepto de medidas protecionistas, o presidente americano Donald Trump afirmou que pretende atuar para reduzir a participação da indústria automotiva da Alemanha no mercado americano. De acordo com jornais alemães, Trump teria admitido a oficiais da União Europeia, durante encontro do G7, que considerava péssimo o fato de os alemães “inundarem” os Estados Unidos com seus carros e que iria fazer isso parar. Conselheiros econômicos do presidente esclareceram que Trump não tem nada contra a Alemanha, mas sim contra o comércio alemão como está. No início deste ano, o novo governo dos EUA já havia ameaçado a BMW com uma tarifa de importação de 35%.

 

O superávit comercial alemão sobre os EUA já ultrapassa os 280 bilhões de dólares. Angela Merkel defendeu o resultado vinculando-o à boa qualidade dos produtos de seu país, enquanto que porta-vozes do governo procuraram minimizar a questão. Mesmo assim, a Alemanha concordou em rever os detalhes de sua relação comercial, mas Trump já deixou claro que não aprova tantos Mercedes-Benz na América para tão poucos Chevrolets na Europa.

 

Fonte: Maxiquim

COMENTÁRIOS

REDES SOCIAIS_