[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]

Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

Amyris recebe investimentos para desenvolver farneseno utilizando fontes celulósicas

Postado por NEITEC em 12/Ago/2016


A Amyris, empresa de biotecnologia, anunciou que fechou um contrato de três anos onde receberá um investimento de milhões de dólares do Departamento de Energia dos EUA para promover a produção de farneseno derivado de celulose, para biocombustíveis. A Amyris, em cooperação com a Renmatix e a Total New Energies EUA (Total), trabalharão para desenvolver um processo de produção utilizando madeira como matéria-prima celulósica para produzir farneseno, que é utilizado na produção de uma variedade de produtos, como cosméticos, detergentes, óleos, lubrificantes, óleo diesel e combustível de jato.

O sucesso deste projeto pode permitir a produção de farneseno a um custo abaixo de US$1 por litro. A tecnologia pretende aproveitar a infraestrutura existente para fornecimento de madeira de origem renovável, assim como resíduos de madeira, para produzir o farneseno.

Os avanços na utilização de materiais celulósicos como fonte de açúcares para fermentação, com baixo custo, proporcionam menores custos de produção e tem o potencial de aumentar a distribuição geográfica das fábricas, especialmente em áreas rurais que necessitam de novas oportunidades econômicas. O objetivo deste projeto é produzir farneseno com o mesmo custo da produção a partir de caldo de cana-de-açúcar. Esta estratégia pode expandir a disponibilidade global de farneseno e aumentar o número de potenciais produtos para aplicação.

Fonte: MaxiQuim

COMENTÁRIOS

REDES SOCIAIS_