[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]

Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

Genomatica investe em tecnologia para PA 6 e PA6.6 de fonte renovável

Postado por NEITEC em 18/Ago/2014


Genomatica está desenvolvendo tecnologias de processo completas para a produção de intermediários de poliamida derivados de fontes renováveis e pretende licenciar tais tecnologias para grandes empresas.

Os principais intermediários da poliamida, incluindo hexametilenediamina (HMD), caprolactama e ácido adípico, são o foco de seu programa de desenvolvimento. Estes três produtos químicos, que segundo a empresa detêm um mercado de mais de US$ 18 bilhões por ano, são utilizados principalmente na produção de PA 6 e PA 6.6.

Genomatica tem investindo no desenvolvimento do seu portfólio para poliamida ao longo dos últimos anos. A empresa já possui propriedade intelectual (IP) que inclui 8 patentes americanas emitidas e inúmeros pedidos pendentes em todo o mundo, bem como segredos comerciais, que incluem linhagens modificadas.

Alguns dos conceitos descritos por registros de patentes da Genomatica foram validados, segundo a empresa, em provas experimentais e demonstraram viabilidade, como a demonstração bem sucedida de algumas vias metabólicas; produção de certos produtos intermédios de poliamidas e métodos eficientes para produzir e recuperar alguns intermediários de poliamida a partir da fermentação.

O desenvolvimento de processos comerciais para os intermediários de PA deve levar vários anos e seguir uma sequência de técnica, parceria, aumento de escala e marcos de comercialização. Genomatica está agora à procura de parceiros de desenvolvimento.
Segundo a Genomatica, os parceiros de desenvolvimento têm a oportunidade de participar de todo o programa, influenciar as prioridades e ganham acesso antecipado à tecnologia de processo resultante.

O desenvolvimento de intermediário de poliamida segue os bem sucedidos processos de licenciamento de BDO à BASF e Novamont e com planos de comercialização com empresas como Invista, DSM, Lanxess, Toray, e Far Eastern New Century; assim como o progresso com o butadieno, contando com Versalis e Braskem como parceiros.

Genomatica afirma que sua tecnologia para intermediários de poliamidas fornece alternativas aos processos atuais, evitando a volatilidade dos preços ou a oferta limitada de matéria-prima e também tem o potencial de evitar subprodutos indesejáveis característicos de muitos processos atuais.

Entre os principais players de poliamida estão empresas como DuPont, Invista, Lanxess, Honeywell, Solvay e DSM. No segmento de poliamidas derivadas de fontes renováveis, a BASF já apresentou uma poliamida derivada de fontes renováveis sob a marca Ultramid.

Fonte: MaxiQuim

COMENTÁRIOS

REDES SOCIAIS_