[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]

Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

Mitsubishi Chemical desenvolve plástico de engenharia renovável para painéis automotivos

Postado por NEITEC em 07/Fev/2014


Mitsubishi Chemical Corporation desenvolveu um novo grade de plásticos de engenharia de alta performance, derivados de fonte renovável, usando isossorbida de origem vegetal como matéria-prima. O novo material, da linha DURABIO, apresenta excelentes propriedades ópticas, alta transparência, alta resistência ao calor e umidade.

Mitsubishi Chemical foca na utilização do novo grade de DURABIO em painéis sensíveis ao toque para automóveis, um setor onde a demanda deve aumentar significativamente.

Os painéis sensíveis ao toque para automóveis são usados principalmente para controlar o ar condicionado, áudio e sistemas de navegação do automóvel. Segundo a empresa, DURABIO oferece excelente flexibilidade no projeto e pode melhorar a aparência dos interiores de automóveis.

Os plásticos transparentes, tais como o policarbonato resistente ao impacto, são utilizados para a placa frontal de painéis sensíveis ao toque. A desvantagem do policarbonato é a distorção na transmissão de luz, o que torna difícil para os usuários a visualização do painel. Um material que poderia superar este problema tem sido ansiosamente aguardado. O novo grade de DURABIO elimina quase toda a distorção na transmissão de luz, tornando fácil a visualização da superfície do painel.

Desde 2012, a Mitsubishi Chemical tem produzido o DURABIO em sua planta Kurosaki, no Japão, com uma capacidade de produção de 5 mil toneladas por ano. Mitsubishi Chemical pretende desenvolver novas aplicações para o DURABIO, aproveitando o seu alto desempenho e planeja aumentar a capacidade de produção anual para 16 mil toneladas em 2015.

Fonte: MAXIQUIM – www.maxiquim.com.br

COMENTÁRIOS

REDES SOCIAIS_