[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]

Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

Nova parceria entre empresas visa o desenvolvimento de isooctano de fonte renovável

Postado por NEITEC em 17/Jul/2016


As empresas Global Bioenergies, IBN-One e Lantmännen Aspen firmaram uma parceria para desenvolvimento de isooctano derivado de fonte renovável para aplicações em combustíveis especiais.

O acordo confere direitos de acesso à Lantmännen Aspen ao isooctano de origem renovável, proveniente da planta de demonstração em Leuna e da futura usina comercial da IBN-One. Uma parte significativa do isobuteno produzido na planta de demonstração de Leuna será convertido em isooctano. O isooctano de origem renovável é adequado para várias aplicações de combustíveis especiais da Lantmännen Aspen.

Lantmännen Aspen contribuirá financeiramente para o progresso da comercialização de isooctano de origem renovável. Aspen é líder mundial no mercado de combustíveis especiais para motores pequenos de dois e quatro tempos, como motores para motosserras. Aspen é parte do grupo sueco Lantmännen, uma cooperativa agrícola e líder na Europa em agricultura, máquinas, bioenergia e alimentos.

IBN-One é uma joint venture formada pela Cristal Union e pela Global Bioenergies, para operação da primeira planta de conversão de recursos renováveis em isobuteno, na França. Global Bioenergies concedeu à IBN-One uma licença não exclusiva para usar o seu processo de isobuteno em uma planta com capacidade de 50 mil toneladas, localizada na França.

Global Bioenergies desenvolveu um processo para converter recursos renováveis em isobuteno através de fermentação. O isobuteno pode ser posteriormente utilizado para geração de uma gama de combustíveis, incluindo o isooctano. O isobuteno é uma das principais matérias-primas da indústria petroquímica, cerca de 15 milhões de toneladas de isobuteno proveniente de fontes fósseis são utilizados a cada ano, convertidos em combustíveis, plásticos e elastômeros.

Em 2014, a Global Bioenergies assinou um acordo de colaboração com a Audi para desenvolvimento de isooctano derivado de isobuteno de fonte renovável. A Global Bioenergies entregou o primeiro lote de isooctano de fonte renovável para Audi em maio de 2015. Em janeiro de 2016, Global Bioenergies e a Audi assinaram um novo acordo de colaboração para ampliar ainda mais as possibilidades de matérias-primas para o processo.

Fonte: MaxiQuim

COMENTÁRIOS

REDES SOCIAIS_