[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]

Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

ALMACO constrói bairro de compósitos na Feicon

Postado por NEITEC em 07/Fev/2014


Um bairro de 330 m² feito inteiramente de materiais compósitos será construído pela ALMACO (Associação Latino-Americana de Materiais Compósitos) para o principal salão de construção civil da América Latina, a Feicon Batimat, que ocorrerá do dia 18 a 22 de março de 2014.

Nesse cairro de compósitos poderão ser encontrados: posto de saúde, loja, área de lazer, além de uma casa do Programa Minha Casa, Minha Vida e uma escola nos padrões do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Segundo Gilmar Lima, presidente da ALMACO, todos os itens da exposição serão baseados no material compósito, desde postes de energia, minigeradores eólicos, banheiros, itens de decoração até pontos de ônibus e placas de trânsito.

Os materiais compósitos, combinação principalmente de resinas plásticas e fibras (de vidro, de carbono, de aramida ou naturais), estão presentes em variados itens da nossa vida, bem representados pelo segmento da construção civil: pias, tanques de lavar roupa, caixas d´água e telhas e mesmo casas inteiras. Em 2013, somente o segmento de construção civil representou quase metade das 210.000 toneladas de compósitos fabricadas no Brasil.

A previsão para esse ano é de crescimento de 11,5% do segmento de compósitos, gerando 3 623 bilhões de reais, um valor maior do o faturamento de 3 250 milhões de reais 2013, com um consumo projetado em 26.000 toneladas.

Assim sendo, essa iniciativa da ALMACO pretende mostrar à sociedade principalmente como os compósitos, tipo de plástico de alta performance, estão muito presentes no cotidiano, mesmo que não seja percebido.

O bairro foi baseado no mesmo conceito da bem-sucedida Compocity, uma minicidade construída pela ALMACO em 2012, que gerou cerca de R$ 2 bilhões em negócios. Segundo o presidente, a expectativa é de, ao menos, repetir esse valor com o Bairro de Compósitos.

Fonte: MAXIQUIM – www.maxiquim.com.br

COMENTÁRIOS

REDES SOCIAIS_