[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]

Aramco e SABIC anunciam maior complexo petroquímico do mundo

Saudi Aramco, a maior empresa de petróleo do mundo, anunciou essa semana uma parceria com o grupo petroquímico Saudi Basic Industries (SABIC) para a construção de um complexo petroquímico orçado em US$ 20 bilhões. O projeto tem como objeto a conversão de petróleo bruto em produtos químicos mais leves, como solventes e combustíveis.

O complexo entraria em operação em 2025, com capacidade de processar cerca de 400.000 barris diários de petróleo leve árabe, assim produzindo aproximadamente 9 milhões de toneladas de químicos ao ano e mais 200.000 barris diários de diesel para atender o mercado interno. Além disso, a nova unidade geraria cerca de 30.000 novos empregos diretos e indiretos e a sua possível localização será na cidade de Yanbu, centro industrial e portuário situado no Mar Vermelho.

Dessa forma, o projeto será o maior complexo petroquímico do mundo e o primeiro na Arábia Saudita, assim seguindo os planos do governo para diversificar a economia além da exportação de petróleo bruto. Já que, nos últimos anos, os investimentos privados diminuíram no país devido ao baixo preço do petróleo e a implementação de políticas de austeridade. Agora, o governo busca o desenvolvimento da indústria de manufatura, incluindo produtos químicos. Também, segue a estratégia da SABIC em diversificar a sua base, a empresa tem planos de investir na China para produzir químicos a partir do carvão e nos Estados Unidos está negociando uma parceria com a Exxo Mobil para o uso do shale gas.

COMENTÁRIOS

REDES SOCIAIS_