[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]

Crise faz Braskem adiar investimento de US$ 300 mi na construção da fábrica de polietileno na Bahia

     Investimentos de US$ 1 bilhão programados pela empresa do grupo Odebrecht ficam postergados, à espera de melhora, no panorama da economia mundial que trouxe sérios reflexos ao Brasil.  A Braskem já tinha anunciado a implantação de 3 projetos, dos quais 2 seriam fábricas de polietileno  (PP) à base de etanol e outra de PE,  mais uma unidade de PP convencional, a partir da nafta, no Polo Industrial de Camaçari. Carlos Fadigas, presidente da companhia petroquímica, revelou que a prioridade da Braskem este ano “será concentrada no aumento da capacidade das unidades em operação e na modernização do seu parque petroquímico”. Neste pacote estão incluídos os projetos da nova fábrica de butadieno em operação no Polo Petoquímico do Rio Grande do Sul e de Marechal Floriano, no Polo Alcóolquímico de Alagoas. Assim, os chamados “projetos verdes” ficarão aguardando o retorno dos mercados da Europa e Ásia, maiores compradores dos produtos brasileiros.

Fonte: Bahia Negócios

COMENTÁRIOS

REDES SOCIAIS_