[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]

Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

Indústria Química fatura mais de US$ 156 bilhões em 2014

Postado por NEITEC em 14/Jan/2015


Abiquim divulga dados do segmento no Encontro Anual da Indústria Química – ENAIQ

A Abiquim – Associação Brasileira da Indústria Química divulgou O Desempenho da Indústria Química Brasileira durante o 19º ENAIQ – Encontro Anual da Indústria Química realizado no Hotel Grand Hyatt, em São Paulo, em 5 de dezembro.

A indústria química brasileira deverá encerrar o ano com um faturamento líquido de US$ 156,7 bilhões, segundo estimativa da Abiquim e associações específicas dos segmentos de Produtos Químicos de Uso Industrial; Produtos Farmacêuticos; Fertilizantes; Higiene Pessoal, perfumaria e cosméticos; Defensivos Agrícolas; Sabões e Detergentes; Tintas, esmaltes e vernizes; Outros; e Fibras Artificiais e Sintéticas. O faturamento estimado para o ano posiciona a indústria química brasileira como a sexta maior do mundo. Os produtos químicos deverão representar 9,67% de toda a indústria de transformação brasileira.

Ao se confirmar o resultado, o faturamento da Indústria Química Brasileira deverá ser 0,3% superior em relação ao ano de 2013, que foi de US$ 156,2 bilhões. Entre os segmentos, o destaque ainda é o de Produtos Químicos de Uso Industrial, que deverá encerrar 2014 com um faturamento de US$ 69,7 bilhões. Já o déficit da balança comercial de produtos químicos deverá encerrar o ano em US$ 31,6 bilhões, pois o Brasil importou US$ 46 bilhões em produtos químicos e exportou US$ 14,4 bilhões.

ENAIQ 2014 
Além da apresentação do Desempenho da Indústria Química Brasileira, o ENAIQ contou com a palestra “O Renascimento da Indústria Química dos EUA” feita pelo convidado internacional Calvin M. Dooley, presidente do Conselho Americano de Química (American Chemistry Council – ACC). Em sua apresentação Dooley contou como o gás de folhelho (shale gas) revolucionou a indústria dos Estados Unidos e as oportunidades que a disponibilidade de matéria-prima competitiva trouxeram como efeito multiplicador para a indústria norte-americana.

Outro destaque da programação foi a mesa de debates “As perspectivas setoriais para a indústria”, mediado pelo CEO da Elekeiroz e vice-presidente do Conselho Diretor da Abiquim, Marcos De Marchi, que teve a participação do presidente-executivo da Duratex, Antônio Joaquim de Oliveira, do vice-presidente da Divisão de Papelão Ondulado da MWV Rigesa, Jairo Andreis Lorenzatto, do presidente da Abihpec – Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, João Carlos Basílio, e do vice-presidente da Volkswagen do Brasil, Thomas Schmall.

No ENAIQ também foi assinado o convênio entre a ABDI – Associação Brasileira de Desenvolvimento Industrial e a Abiquim, cujo principal objetivo é fortalecer as ações da associação em projetos relativos à saúde e segurança, e assuntos regulatórios e sustentabilidade, tecnologia e inovação.

Durante o evento ainda foi feita a entrega do Prêmio Kurt Politzer de Tecnologia 2014, que na Categoria Empresa foi dado à Rhodia Poliamida e Especialidades, pelo desenvolvimento do “AMNI SOUL ECO, o primeiro fio têxtil de poliamida biodegradável do mundo”. Já na Categoria Pesquisador a vencedora foi Joana D’Arc Félix de Sousa, professora da ETEC Prof. Carmelino Correa Júnior/Centro Paula Souza (SP), pelo trabalho “Pele humana para transplantes e testes farmacológicos”.

O ENAIQ 2014 foi patrocinado pelas empresas Basf, Bayer, Braskem, Clariant, Deten, Dow, Elekeiroz, Kraton, Lanxess, MWV, Nitro Química, Oxiteno, Peróxidos do Brasil, Petrobras, QGN, Rhodia, Ultracargo, Unigel, Unipar Carbocloro, Vopak e White Martins.
A versão digital do livreto do Desempenho da Indústria Química Brasileira em 2014 está disponível em: abiquim.org.br/pdf/livreto-de-dados-2014-paginas.pdf

 

Fonte: Abiquim

COMENTÁRIOS

REDES SOCIAIS_