[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]

Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

Mitsubishi Chemical pretende comprar Taiyo Nippon Sanso

Postado por NEITEC em 17/Mai/2014


A Mitsubishi Chemical informou nessa terça-feira, dia 13 de maio, que pretende obter uma participação majoritária na fornecedora de gases industriais Taiyo Nippon Sanso por mais de 100 bilhões de ienes, visto que está procurando reforçar sua capacidade de se rentabilizar a partir da revolução do shale gas nos EUA. Essa aquisição ainda fortalecerá a posição da Mitsubishi Chemical com grandes rivais como a BASF e a Sinopec em meio ao crescimento do mercado de gases industriais.

A Mitsubishi Chemical, maior companhia petroquímica japonesa, possui atualmente 27% de participação na Taiyo Nippon Sanso. Com uma oferta de aquisição de 1030 ienes por ação, pretende passar a obter 51% de ações na empresa, com um acordo de valor total de 107,2 bilhões de ienes, o equivalente a 1,05 bilhão de dólares.

Vale notar que essa oferta pública está com um valor de compra maior em 28% em relação ao preço de fechamento na segunda-feira anterior de 802 ienes. A Mitsubishi Chemical afirmou que estaria pronta para a essa oferta com dinheiro, empréstimos e obrigações societárias.

De acordo com o chefe executivo da Mitsubishi Chemical, Yoshimitsu Kobayashi, eles estariam procurando atender à demanda relativa à revolução do shale gás nos EUA, assim como oportunidades de negócio no sudeste da Ásia e na Índia. Além disso, afirmou que pretendem usar sua força para reforçar as bases de seus negócios domesticamente de gases industriais e eletrônicos, em áreas como de saúde e médicas onde se pode esperar um crescimento.

Já o presidente da Taiyo Nippon, Shinji Tanabe, disse que enquanto as vendas para os mercados externos têm crescido, as vendas internas têm sido lentas já que os fabricantes estariam expostos a condições severas como altos custos de eletricidade e a competição global. Assim, ele informou que precisam aumentar seus negócios externos onde mais crescimento é esperado.

As duas companhias disseram que pretender obter mais de 5 bilhões de ienes dos efeitos de sinergia por volta de 2020.

Em outubro de 2013, a Mitsubishi Chemical já havia aumentado sua participação na Taiyo Nippon Sanso de 15% para 27% com uma compra privada de novas ações.

A oferta pública irá começar no início de novembro e será encerrada até o fim de dezembro.

Fonte: MaxiQuim

COMENTÁRIOS

REDES SOCIAIS_