[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]

Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

Novas embalagens de PE de fonte renovável da Sabic

Postado por NEITEC em 19/Mar/2015


Embalagens cartonadas revestidas com o polietileno derivado de fonte renovável certificado da Sabic estarão em breve disponíveis em todo o norte da Europa, através de uma parceria com a empresa de embalagens Elopak.

SABIC informou que a utilização do PE derivado de fonte renovável ajuda a reduzir a quantidade de matéria prima fóssil utilizada na produção de PE e PP, de acordo com um estudo do ciclo de vida realizado pela Universidade de Manchester. A utilização de matéria prima renovável derivada de gorduras e óleos usados reduz a quantidade de combustíveis fósseis necessários para 84%. Segundo a Sabic, até 4 kg de CO2 são evitadas por cada quilograma de produto utilizado no mercado.

Sabic lançou a seu portfólio de poliolefinas renováveis certificadas pelo sistema de certificação ISCC Plus, que exige rigorosa rastreabilidade e um controle do balanço de massa.

O portfólio que inclui PE e PP derivado de fontes renováveis responde à crescente demanda por materiais sustentáveis de clientes da Sabic na indústria de embalagens. Sabic otimizou sua tecnologia para permitir a produção das poliolefinas renováveis utilizando matérias primas derivadas de fontes não alimentares, no caso derivadas de gorduras e óleos usados. Segundo a empresa, o PP e PE oferecem um desempenho igual aos produzidos a partir de matéria prima fóssil.

A embalagem cartonada da Elopak era constituída por pelo menos 75% de papel cartão proveniente de matéria prima gerida de forma responsável. O restante da embalagem utilizava principalmente PE produzido a partir de matéria prima de origem fóssil. O PE derivado de fonte renovável fornecido pela Sabic aproxima a Elopak de seu objetivo de oferecer no futuro uma embalagem 100% renovável e reduzir ainda mais a pegada de carbono da embalagem.

Elopak possui plantas na Holanda e na Dinamarca, já certificadas de acordo com os padrões internacionais da ISCC PLUS pela empresa de auditoria TÜV Rheinland.

Fonte: MaxiQuim

COMENTÁRIOS

REDES SOCIAIS_