[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]

Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

Vale vende ativos de fertilizantes e adquire fatia da Mosaic

A Vale anunciou na manhã desta segunda-feira, 19, a venda de ativos de fertilizantes e a aquisição de uma participação minoritária na Mosaic, que tem ações negociadas na bolsa de valores americana Nyse.

A transação com a Mosaic totalizou cerca de US$ 2,5 bilhões, sendo que a Vale poderá receber uma quantia adicional de até US$ 260 milhões, a serem pagos em dinheiro ao longo do período de dois anos após o fechamento do acordo, caso determinadas métricas financeiras sejam atingidas. O conselho da Vale já tinha anunciado no início do ano a aprovação da venda dos ativos por parte da empresa.

As ações da Mosaic emitidas para a Vale não poderão ser transferidas por dois anos após a conclusão da transação, entretanto após o referido período, a Vale terá plenos direitos. Os títulos das ações ordinárias emitidos à Vale devem representar aproximadamente 11% das ações em circulação da Mosaic.

O negócio a ser adquirido tem capacidade de produção de 4,8 milhões de toneladas de fertilizantes fosfatados e 500.000 toneladas de potássio, inclui cinco minas brasileiras de fosfato, quatro fábricas de produção de químicos e fertilizantes, e uma unidade de potássio no Brasil. Por meio dessa transação, a Mosaic também adquire a participação de 40% da Vale Fertilizantes na mina de fosfato Miski Mayo, no Peru, bem como o projeto de potássio em Kronau, em Saskatchewan, no Canadá. Ao fechamento, a Mosaic também tem a opção de adquirir o projeto de potássio Rio Colorado, na Argentina, como parte da negociação, sendo que sua inclusão na transação está sujeita ao acordo da Mosaic após a devida diligência. A negociação exclui a unidade de nitrogênio e não-fosfatados localizada em Cubatão, que deve ser retirada da operação da Vale Fertilizantes antes do fechamento.

Depois da conclusão, a aquisição deverá transformar a Mosaic na líder em produção e distribuição de fertilizantes no Brasil, um dos mercados agrícolas mais promissores do mundo.

Segundo a diretoria da Mosaic, a Vale será uma sócia minoritária valorizada e trará uma expertise brasileira significativa, a qual eles acreditam que irá beneficiar a empresa nos próximos anos. Após a conclusão da transação, a Vale terá o direito de indicar dois membros do Conselho de Administração da Mosaic.

A consumação da transação é esperada para final de 2017. O negócio está sujeito à separação dos ativos de Cubatão da Vale Fertilizantes, ao cumprimento de condições precedentes usuais, incluindo a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e outros pontos operacionais e regulatórios.

 

Fonte: MaxiQuim

COMENTÁRIOS

REDES SOCIAIS_