[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]

Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

Copobras lança linha de produtos em XPS biodegradável

Umas das líderes nacionais no mercado de descartáveis, a Copobras, lançou com exclusividade na América do Sul a “Bandeja Bio Copobras”. A empresa, que tem sede na cidade de São Ludgero, Santa Catarina, afirmou que é a primeira empresa no mundo a fabricar badejas de XPS 100% recicláveis a partir da adição de um aditivo biodegradante.

Durante o processo, é adicionado o aditivo Go Green P-Life, que deixa a bandeja completamente biodegradável e faz com que ela se transforme em água, gás carbônico e biomassa se descartada no meio ambiente. Com essa adição, o tempo de decomposição do material cai para 16 anos, um valor surpreendentemente baixo em comparação com o tempo de decomposição dos plásticos tradicionais. A empresa afirma que os produtos Bio devem ser reciclados, mas que se for dado a destinação incorreta, o tempo menor de decomposição irá permitir uma menor acumulo de plástico no meio ambiente.

Go Green P-Life é composto de ácidos graxos derivados do óleo de coco da palmeira, terras raras e lubrificantes. O aditivo, segundo a Copobras, é aprovado para uso em produtos que estarão em contato direto com alimentos e possuiu vida útil de 2 anos. Além disso, as bandejas não necessitam de um local especial para armazenamento.

Segundo a empresa, essa não é a única iniciativa visando o desenvolvimento sustentável e a preservação do meio ambiente: eles possuem parcerias com cooperativas e com uma empresa de logística reversa de EPS, e os novos produtos transformados já atendem grandes supermercados e indústrias. Sobre os produtos Bio, eles poderão atender os mais diversos setores demandantes de bandejas, como hortifrúti, carnes em geral, frios, etc, com um custo, segundo a empresa, mais equilibrado do que as opções ecológicas disponíveis atualmente no mercado.

COMENTÁRIOS

REDES SOCIAIS_