[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]

Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

Dow recebe prêmio de sustentabilidade

A Dow Chemical Company, juntamente com o Koehler Paper Group, foram os vencedores da edição de 2017 do “Presidential Green Chemistry Challenge Award”, da Agência de Proteção Ambiental (EPA). O prêmio reconhece tecnologias que incorporam os princípios da química verde em seu design, fabricação e utilização. As empresas foram vencedoras na categoria “Químicos Mais Verdes” pelo desenvolvimento do polímero opaco ROPAQUE ™ NT-2900, utilizado para fabricação do papel térmico BLUE 4EST ™. Pela 11ª vez, a Dow, juntamente com suas afiliadas, venceu o concurso, que teve início em 1996.

 

A.N. Sreeram, vice-presidente sênior de Pesquisa e Desenvolvimento e Diretor de Tecnologia da Dow, afirma que o papel térmico BLUE 4EST ™ é uma inovação incrível, fabricado através de uma nova abordagem que utiliza menos produtos químicos para otimizar a segurança e que ainda funciona em equipamentos existentes. Segundo o diretor, o desenvolvimento do produto demonstra a paixão da empresa em fornecer soluções inventivas aos problemas do cliente. Ele acredita que o fato de a Dow ser a maior ganhadora do prêmio denota o foco do grupo em fornecer produtos inovadores de forma responsável, além da disposição em colaborar com clientes, como a Koehler, para atender às crescentes demandas.

 

BLUE 4EST ™ é uma opção de papel térmico mais sustentável para aplicações como recibos de caixa registradora, tickets e rótulos. A tecnologia, que é compatível com as impressoras existentes, não apresenta substâncias químicas nocivas em sua produção, seguindo princípios de química verde do American Chemical Society Green Chemistry Institute. Em vez de fornecer uma mudança de cor através de uma reação química, como é feito no papel térmico convencional, o papel colorido é mascarado por um revestimento feito de esferas ocas de engenharia. O preciso controle químico durante a produção das esferas ocas limita a espessura da parede os espaços vazios entre elas para formar uma partícula altamente reflexiva. Um aquecimento suave colapsa as esferas, eliminando a reflexão da luz e permitindo, assim, que a cor de fundo seja mostrada.

 

Para Neil Hawkins, Vice-Presidente Corporativo de Meio Ambiente, Saúde e Segurança e Diretor de Sustentabilidade da Dow, a empresa está inovando através da colaboração direta com clientes para a produção de materiais mais sustentáveis. Ele ressaltou ainda que o grupo está honrado pelo reconhecimento mostrado através deste décimo primeiro prêmio da EPA.

 

Fonte: Maxiquim

COMENTÁRIOS

REDES SOCIAIS_