[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]

Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

Raízen oferece R$823 mi para comprar usinas de Santa Cândida e Paraíso, da Tonon

A Raízen Energia, joint venture da Cosan e da Shell, informou que apresentou nesta terça-feira proposta vinculante de 823 milhões de reais para comprar as usinas de Santa Cândida e Paraíso, da Tonon Bioenergia, que está em recuperação judicial.

 

Maior produtora de açúcar e etanol do Brasil, a Raízen já tinha 24 unidades de produção de açúcar, etanol e bioenergia.

 

Caso o negócio seja concretizado, marcará uma retomada da expansão por aquisições do grupo Cosan no setor sucroalcooleiro após um período de consolidação dos negócios de açúcar e etanol.

 

A unidade Santa Cândida possui capacidade de moagem de cana-de-açúcar de aproximadamente 3,2 milhões de toneladas por safra. A usina tem capacidade de produção de 123 milhões de litros de etanol ao ano e de 221 mil toneladas de açúcar, segundo informação do website da Tonon.

 

A Paraíso tem capacidade de moagem de 2,5 milhões de toneladas por safra e pode produzir 91 milhões de litros de etanol por safra, assim como 140 mil toneladas de açúcar.

 

As usinas Santa Cândida e Paraíso serão organizadas sob a forma de Unidade Produtiva Isolada (UPI Tonon).A venda das usinas acontecerá em leilão judicial, na modalidade de propostas fechadas, conforme prevê o edital de oferta pública do leilão, informou a Raízen.

 

O plano aprovado da Tonon determina que a venda das duas unidades seja realizada sem lance mínimo estabelecido, sendo que as propostas recebidas serão avaliadas pelos credores.

 

“Ressaltamos que não existe, até o momento, qualquer resultado concreto do processo competitivo nem prazo previsto para a conclusão do mesmo”, afirmou a Raízen.

 

A empresa disse ainda que, caso sua proposta seja vencedora do leilão judicial, a assinatura dos documentos definitivos relacionados à aquisição da UPI Tonon estará sujeita ao cumprimento de determinadas condições precedentes.

 

De acordo com fontes envolvidas no processo de recuperação judicial, ouvidas pelo Valor, três empresas já teriam demonstrado interesse em adquirir as unidades.

 

Fonte: novacana.com

COMENTÁRIOS

REDES SOCIAIS_